© 2011 . All rights reserved.

Franz Joseph, South Island, New Zealand

O último post foi em… Não lembro, perdi a noção do tempo. Os dias da semana não fazem mais diferença, só tem nomes diferentes! Bom, mas eu lembro onde eu estava, que é mais importante! Hicks Bay, East Coast, North Island, hospedada num hostel.

No dia seguinte fui pra Gisborne, fiquei em hostel de novo. Foi bem legal porque conheci 4 garotas da Malasia que estão trabalhando na NZ e tiraram um folguinha pra passear. Falei pra elas do couchsurfing, ficaram doidas e já se cadastraram. A melhor parte de ter conhecido elas fica por conta do aquecedor… No hostel, um quarto pra 8 pessoas e 1 único aquecedor ridículo. E sem a bolsa de água quente dos meus queridos CSers. Eu tava sozinha no quarto, quando elas entraram. Tava um p* frio e o aquecedor ligado a horas… Aí elas perguntaram se podia desligar pra ligar o delas. Nossa, foi minha salvação. O aquecedor delas era muuuuuuito bom, cheguei a passar calor a noite!!!!!! Aí elas me deram a dica, disseram onde comprar por NZU$20!!

No dia seguinte eu fui pra casa do James, CS em Wellington. Deu tudo certo, não consegui seguir o caminho que ele colocou no email ( muito grande pra ler dirigindo….rs) mas com o Gmaps e Ipad fui muito fácil.

Cheguei lá no fim da tarde e ele me levou num churrasco. Chegando lá, que surpresa! Um churrasco típico americano, com hamburgueres e salsicha!!!! Amei!!! Ah, não seria tanta surpresa se eu tivesse prestado mais atenção no email dele, que dizia que era comemoração de 4 de julho. Que raio de comemoração é essa na NZ?????!?!?!?!?!?!?!?

Pois é, isso mesmo, o James é um legítimo “american”, from Orlando!!! O churrasco era numa “american association”. 95% de americanos no local. O james mora há 7 anos na NZ e estava super feliz aquele dia, porque tinha saído o passaporte Kiwi dele. Tava mostrando pros americans friends.

Curiosidades:
Kiwi – todo mundo que nasce na NZ.
Kiwi – pássaro que só tem na NZ e é símbolo nacional. Eu nunca vi 😉
Australia e NZ é tipo Brasil e Argentina. Muito engraçado. Outro dia um Kiwi me disse: quer dizer então que depois de South Island você vai pra “West Island”? Quem não entendeu a piada, procura a NZ no Gmaps.
Aussie ou OZ (lê-se: ozzy!) – Australia e australianos
Bloke: neo-zolandês (homem)
Sheila (lê-se: xíla) – garota australiana

Voltando…
Depois do churras, fomos ver um jogo de basquete porque a namorada dele ia dançar zumba no intervalo e porque, lógico, ele é doido por basquete. Tirei uma foto com negão com mais 2m de altura depois do jogo. Devo ter saído com uma cara horrível, porque o cheiro tava insuportável!!!! O James tirou a foto com a máquina dele, preciso pedir pra ele me mandar.

Depois fomos jantar uma comida da malasia. Gostei, mas se me dissessem que era chinesa eu acreditava. Depois fomos num bar ver uma banda de um amigo dele tocar. Eles estavam comemorando o Canadian Day no bar. Vocês sabiam que 4 de julho é o Canadian Day? Eu não sabia, nem o James 😉

Voltando pra casa fomos dormir e de novo ganhei uma bolsa de água quente pra dormir!

No dia seguinte acordamos cedo e fomos para a Sailing Race!!!! Chegando lá, ele me chama num canto e diz: “não fala pra ninguém que você não tem experiência!”

O QUÊ??? COMO ASSIM???? E aí, como eu faço no barco??????

James: faz o que mandarem, só isso!

O James não ia ficar no mesmo barco que eu e o barco que eu ia ficar ele não conhecia ninguém… Tava fácil… Ainda por cima o dono do barco era um kiwi e eu mal entendia o que ele dizia.

Aí que dei outro rabo!!!! O barco do James tava completo… Ha ha ha. Ele tava sem barco e no meu tinham mais 2 vagas disponíveis!!! Uhuuuu

Foi minha salvação 😉 Nem o nó que aprendi a fazer no barco no Tahiti – o Michel me fez ficar horas fazendo o nó pra aprender – não consegui fazer. Um desastre 😉

O James teve que trabalhar por 2… Eu simplesmente ADOREI!!!!! ficamos em último lugar 😉

Bom, voltamos pra casa e fomos jantar na casa de uma amiga da Neda (namorada do James). Chegando lá, que surpresa, eles eram indianos. Meu primeiro contato com essa cultura não foi dos melhores. O pai da garota perguntou meu nome e quando eu respondi ele disse: “Simone means Hell”. Falando bem sério.

Simpático e receptivo né??!? Todos os outros deram uma risasa bem amarela e a amiga da Neda, indiana, começou a explicar pro pai que era Simone e não Ximon…

A mãe dela começou a me fazer várias perguntas: você tá viajando sozinha? E seus filhos? E seu marido? Depois que eu respondi, ela deu um tempo e perguntou: quantos anos você tem? Depois disso ela só olhava na minha cara sem perguntar mais nada…rs

Depois de toda essa receptividade calorosa veio o jantar, que estava uma delícia!!!

Ah, eles não chegam perto pra comprimentar. Só abraçaram a Neda. Eu e o James não chegaram perto. Estranho tratar com diferença.

Um indiano CSer que eu conheci em San Francisco, o Raj, super gente boa, tinha me falado isso. Ele me mandou uma mensagem dizendo que estava disponível e podia dar uma volta na cidade comigo. Eu aceitei e ele me passou as instruções de onde estava e como tava vestido. Quando eu o encontrei, foi automático. Dei-lhe logo um abraço!!!!!! Uns 10 minutos de conversa depois, ele vira pra mim e pergunta: “é normal no seu país comprimentar pessoas que você não conhece do jeito que você fez comigo??” Aí me dei conta da gafe… Pedi desculpas, mas ele disse: “não precisa pedir desculpas, eu gostei!” Ele era um indiano diferente, que come carne de vaca!!

No dia seguinte fui andar sozinha pelo centro de Wellington. Nossa, que cidade linda!!! Tirei várias fotos!! Quando deu umas 5pm que me dei conta que os dias da semana são diferentes, não apenas no nome! Ficou tudo deserto… Era domingo!!!

A noite, a Neda, que é filipina, fez um jantar delicioso, típico filipino! Adorei! Aquele macarrãozinho tranparente e fininho, com legumes e fígado de galinha! Uma delícia! Ainda bem que gosto de fígado, senão ia ser uma tortura, afinal ela fez o jantar pra mim, não tinha como recusar!

Acabou minha estadia em Wellington, no dia seguinte 7am eu estava com o carro no ferry boat, rumo a South Island. 3h de viagem. A paisagem é linda!!!

Couchsurfing: fiquei apenas 2,5 dias em Wellington. Olha quanta coisa diferente eu fiz. Simplesmente impossível sem CS!

Em South Island, nos lugares que eu quero ir quase não tem Cser, uma pena!!

Estou em Fraz Joseph agora. Fiz a busca por couch quando tava na casa do James. Apenas 4 CSers, sendo que apenas 1 com disponibilidade para hospedar. Isso significa que é impossível conseguir apenas com 2 dias de entecedência. Ainda mais pelo fato que o last login dele tinha sido a 3 semanas atrás. Mesmo assim mandei um request… Não custa tentar né???

Pensamento positivo!!! O James disse que eu tava perdendo meu tempo. Agora tenho que mandar uma mensagem pro James, dizendo que eu CONSEGUI o couch!!!!!!! A primeira noite fiquei em hostel, e hoje a tarde tó indo pra casa do Julian, meu 8o host!!!!

Só vou poder ficar 2 noites, pois ele vai pra outra cidade depois de amanhã. Mesmo assim, tá ótimo!!!!!

Bom, a chuva continua e eu ainda não consegui ver o glaciar. Não vou embora de Franz Joseph enquanto não ver. Essa é a vantagem de viajar sem nada agendado! Parece que daqui a 2 ou 3 dias o tempo melhora. Vou esperar!

Planos de velejar: tá dando mais certo e mais rápido do que eu imaginava. Já tenho algumas propostas bem legais. Estamos estudando. Donos de barco me fazendo uma série de perguntas e eu também perguntando algumas coisas. href=”http://simone.tomazela.com/wp-content/uploads/2011/10/20111004-214450.jpg”>20111004-214450.jpg

20111004-214458.jpg

20111004-214512.jpg

20111004-214506.jpg

20111004-214519.jpg

20111004-214533.jpg

Leave a Reply

Your email address will not be published.
Required fields are marked:*

*